Como participar?

QUERO SER UM BIKE ANJO NA ESCOLA

A cultura da bicicleta traz benefícios para todas as idades, tanto no uso curricular, quanto principalmente ao incorporar uma atividade física prazerosa no dia a dia das crianças.

O Bike na Escola acontece dentro das possibilidades e interesses de cada escola. É possível realizar uma série de atividades:

  • Palestras/rodas de conversa na escola
  • Oficina mecânica/condução
  • Pesquisa sobre o padrão de deslocamento
  • Caminhada/passeio ciclístico
  • Inserção no currículo escolar
  • Mapeamentos de rotas
  • Bonde escolar
  • Pedido de infraestrutura para o poder público

A coleção de idéias acima é apenas um primeiro esboço para agir na formação das crianças e jovens para termos cidades mais humanas e mais amigas da bicicleta. Sensibilizar é o primeiro caminho para resgatar o espaço público e adotar hábitos de deslocamento mais saudáveis.

Um bike anjo na escola é um ativista comunitário fundamental. Ele pode ser responsável por reunir dados, contactar autoridades locais, fazer parcerias com a sociedade civil e até mesmo com artistas locais. O importante é somar esforços para inspirar as crianças a construírem uma cidade melhor.

As atividades e os caminhos para ação estão descritos em detalhes na seção “Faça você mesmo”.


BIKE NA ESCOLA PARA AS MÃES PAIS E RESPONSÁVEIS:

O caminho até a escola é uma excelente oportunidade para que as crianças possam conhecer seu bairro e adquirir autonomia em seus deslocamentos.

Para as famílias que moram próximas à escola, uma iniciativa benéfica para toda a comunidade é a adoção de transportes ativos na rotina. Caminhar, pedalar, utilizar patinetes etc. Tal como as vans escolares, também é possível organizar “ônibus de caminhada” ou mesmo uma pedalada em grupo, tendo adultos como guias e condutores.

Mas o uso cotidiano da bicicleta e da caminhada para ir à escola é apenas uma das possibilidades. Famílias envolvidas com a educação dos seus filhos podem contribuir bastante para a comunidade escolar ao pensar a mobilidade no bairro como um todo.

Para alcançar o objetivo de mais felicidade e diversão no ir e vir da escola, o ideal é começar por uma pesquisa sobre o padrão de deslocamento dos alunos. Tal iniciativa pode oferecer caminhos para pressionar o poder público e antes até, incentivar mudanças de atitude dentro da escola.

Leia mais: O deslocamento até a escola como oportunidade de aprendizado (referência em inglês).

BIKE NA ESCOLA PARA A EQUIPE PEDAGÓGICA

Abordagens transversais para questões complexas sempre são um caminho benéfico para toda a comunidade escolar. A mobilidade urbana é certamente uma dessas questões que se apresenta como um desafio para a comunidade escolar.

Crianças que vão à pé, de bicicleta ou patinete ajudam a reduzir os congestionamentos e a poluição ao redor das escolas. Além é claro de terem benefícios para a saúde física e mental.

Aumentar o percentual de alunos que possam vir para a escola através do uso de meios de transporte ativos é por si só um objetivo necessário e benéfico, mas uma tarefa que requer uma série de passos para que seja atingida.

Começar pela conscientização dos professores e alunos sobre a cultura da bicicleta e seus benefícios é o melhor passo inicial.

 

BIKE NA ESCOLA PARA PROFESSORES

Alunos que chegam à escola utilizando transportes ativos em geral estão mais relaxados, alertas e dispostos a iniciar o dia do que os que realizam o trajeto em meios de transporte motorizados.

Mesmo com a ciência dos benefícios, ainda é possível que muitos possam ter reações contrárias ao uso da bicicleta. Exatamente para quebrar resistência, a inserção de meios de transporte ativos na rotina escolar precisa do apoio fundamental dos professores.

Desde o convite para palestras por parte de ciclistas experientes até a inserção da bicicleta em atividades curriculares, cada etapa é um passo adiante na transformação necessária das cidades em comunidades mais humanizadas.

Leia mais: Referências sobre como trabalhar mobilidade em sala de aula (referência em inglês).


Anúncios